Apresentação Pública de Bernardino Soares como Candidato a Presidente da Câmara Municipal de Loures

75558_378915575541093_1182876151_n[1]

Anúncios

5 de Março de 2013 at 19:06 Deixe um comentário

Marcha contra o Desemprego

A Marcha contra o desemprego chega dia 12 de Outubro ao Concelho de Loures

9 de Outubro de 2012 at 9:45 Deixe um comentário

Urgente Lutar !!!

27 de Setembro de 2012 at 11:03 Deixe um comentário

Assembleia de Freguesia de Bobadela

Ordem de Trabalhos (27 de Abril de 2012)

  • Período prévio:
    • Aprovação das atas anteriores (102 e 103)

 

 

  • Período antes da ordem do dia:

 

Moções e Saudações: Aprovada

 

Moção

Abril e Maio

Caminho de Futuro

 

Celebra-se este ano o 38º aniversário do 25 de Abril de 1974. Uma revolução no país e na vida de todos os portugueses, sem exceção. O 25 de Abril trouxe-nos muitas conquistas, resultado da luta e da persistência de muitas gerações de portugueses.

Foi um país novo e cheio de esperança que em 1975 atingiu uma taxa de natalidade como nunca mais se viu. Foram os filhos da esperança de pais que viam consagrado um salário mínimo, que conheciam a liberdade, a consagração legal da igualdade entre mulheres e homens, que ganhavam o acesso à saúde pela consagração do Serviço Nacional de Saúde que, entre outros avanços, fez cair para níveis civilizados a taxa de mortalidade infantil. E que viram crescer os direitos no trabalho, a proteção no desemprego e na doença, as infraestruturas.

A esperança de um tempo novo onde o velho país, negro analfabeto e pobre, só se conjugasse no passado.

Com o 25 de Abril, o país saiu à rua: nas comissões de moradores, nas comissões de trabalhadores, nas manifestações, as pessoas lutavam, exigiam, queriam mais. Em contraste com o ambiente que hoje se vive: apenas sai à rua quem não quer perder o que tem. Não que quisessem ser ricos – como alguns comentadores insistem em dizer. Queriam apenas o suficiente para ter uma vida melhor e o necessário para que se fizesse justiça na distribuição da riqueza criada.

Mas principalmente havia no ar a esperança num futuro melhor.

No entanto, e em pleno século 21, estamos a voltar atrás.

38 Anos depois do 25 de Abril, o país depara-se com a tentativa de um ajuste de contas por parte de quem nunca concordou com as portas que Abril abriu.

Com uma taxa de desemprego nunca antes vista, os portugueses vêm os seus salários baixar e o seu Governo a tentar declaradamente empobrecê-los.

Um estudo divulgado hoje pelo Instituto Nacional de Estatística revela que cerca de 40% dos jovens entre os 15 e os 34 anos receberam em 2011 um salário inferior a 600 euros. E as negociações feitas pelos sindicatos que previam o aumento do salário mínimo marcam passo. A mão-de-obra quer-se barata e pronta a qualquer momento, afirmam. A mão-de-obra quer-se descartável e fácil de despedir, ainda que tenha mais de 30 ou 40 anos de casa.

É isso que o actual governo se prepara para fazer. Tornar as pessoas meros objectos, sem pensar que cada pessoa, cada ser humano que está a ser dispensado ou que é mal pago tem uma vida, uma família, tem sonhos por cumprir.

38 anos depois do 25 de Abril, o sistema nacional de saúde vai mudar totalmente. E até a maior e mais conhecida maternidade do país vai fechar portas e ser desintegrada. O país não é rico para sustentar bebés em risco. Nem bebés nem adultos. Quem tem doenças crónicas e não tem dinheiro para as sustentar, que se aguente. Que sentido faz que uma pessoa de 65 anos com doença renal continue a ser tratada pelo sistema nacional de saúde? Questionam-se algumas mentes brilhantes ligadas aos dois maiores partidos portugueses. As pessoas não lhes interessam, dizemos nós. Porque apenas pensam em números, em quantidades e em notas.

38 anos depois do 25 de Abril, nunca houve tão pouca participação nas eleições. As pessoas sentem-se desgastadas, acham que “são todos iguais”. Porque durante décadas viram alguns dos seus representantes tornarem-se ricos enquanto os seus próprios salários se tornavam cada vez mais apertados. Porque viram empresas públicas a abrir como cogumelos. Porque viram que a justiça só funciona para quem rouba um polvo. Mas nunca para quem faz parte desse polvo.

Portugal está a parar e a ser posto em causa. Na saúde, na segurança social, nos transportes, no trabalho, na energia, no poder local. E perguntamos nós: que mais-valias trará uma gestão privada nas áreas em que o governo a quer implementar? A gestão privada pode ser melhor em muitos casos. Mas o seu objectivo é único: distribuir mais-valias e dividendos pelos seus accionistas. E isso apenas se consegue apertando quem tem menos culpa de tudo o que se passa: quem trabalha.

Mas quem trabalha não tem responsabilidade na gestão danosa feita pelos responsáveis que nos governaram durante quase quatro décadas.

E quem trabalha não tem culpa nenhuma que os mercados andem constantemente nervosos.

Quem trabalha nem percebe o que são 7 mil milhões de euros (quanto é que é isso em contos?) e que banco era esse chamado BPN.

Quem trabalha apenas quer ter o suficiente para se sustentar. Para pagar a casa, a água, a luz. Para poupar um pouco. Para beber o seu café – porque não? E para ajudar os filhos, esses filhos que já têm as suas famílias mas que só ganham 600 euros por mês.

Nos 38 anos sobre o 25 de Abril e nos 126 anos sobre as manifestações do 1º de Maio de Chicago, em que muitos trabalhadores morreram pelas 8 horas diárias, apelamos aos cidadãos portugueses que se mobilizem e participem quotidianamente no esforço de fazer de Abril e Maio o caminho a percorrer.

Saudamos por isso, os militares de Abril pela sua acção libertadora e todos os democratas que antes e depois de 1974 têm persistido num rumo que, sendo difícil, é o único defensável como horizonte de desenvolvimento humano. Um rumo de paz, de prosperidade, de solidariedade e de justiça e equidade.

Apelamos por isso a todos à participação de todos nas manifestações públicas do 1º de Maio em defesa do trabalho com direitos para todos.

Os Eleitos da CDU na Assembleia de Freguesia de Bobadela

Bobadela, 27 de Abril de 2012

 

  • Período da ordem do dia:
  1. 1.      Aprovação do relatório de gestão e conta de gerência 2011: Aprovado com a Abstenção da CDU

 

O Relatório de Gestão tendencialmente compara o ano de 2011 com o ano de 2010 ao invés de o comparar com Orçamento apresentado e retificado em Junho de 2011, após apreciação verificamos que os documentos demonstrativos de Saldo Conta e Gerência de 2011 apresentam significativos desvios face ao Orçamentado

ü  Acresce a Receita relativamente ao orçamentado em +- 55.000 €

 

ü  Aumenta a despesa com a Administração Autárquica em 10.000 €

(Orçamentado 41.437,00€ gastos 51.183,04€)

ü  Aumenta a despesa com os Serviços em 5.000 €

(Orçamentado 604.145,94€ gastos 609.207,11€)

 

ü  Diminui a despesa em Obras em 8.000 €

(Orçamentado 81.167,00€ gastos 73.439,02€)

ü  Diminui a despesa em Infantários e Escolas em 22.000 €

(Orçamentado 43.000,00€ gastos 21.415,87€)

ü  Diminui a despesa em Atividades Sociais em 20.000 €

(Orçamentado 57.000,00€ gastos 37.431,42€)

ü  Aumenta a despesa com Atividades Recreativas e Culturais em 34.000 €

(Orçamentado 37.500,00€ gastos 71.573,48€, só em iniciativas e comemorações aumentou 30.000,00€)

 

 

Coligação Democrática Unitária

3 de Maio de 2012 at 9:49 Deixe um comentário

Bobadela, sessão organizada pelo MUSP

Numa sessão organizada pelo MUSP – Movimento de Utentes dos Serviços Públicos, realizada no sábado, 21 de Abril, em Loures, os utentes do novo Hospital de Loures decidiram criar uma comissão de utentes para acompanhar os problemas daquela unidade de saúde e reivindicar a sua resolução.

O tempo de espera no serviço de urgência e a escassez de transportes públicos são alguns dos problemas detectados.

Paralelamente na Bobadela, também numa sessão organizada pelo MUSP, os utentes dos serviços de saúde da zona oriental do Concelho de Loures, debateram as condições dos serviços de saúde, nomeadamente o encerramento das urgências do Hospital Curry Cabral, as más condições das extensões de saúde da Bobadela e Santa Iria da Azóia, a redução do horário do CATUS de Moscavide, o aumento das taxas moderadoras e a falta de médicos.

3 de Maio de 2012 at 9:44 Deixe um comentário

Os Eleitos da CDU e a População da Bobadela estão Presentes. Participe.

Os Eleitos da CDU e a População estão Presentes. Participe.

Continue Reading 30 de Março de 2012 at 10:37 Deixe um comentário

Moção Aprovada em Assembleia de Freguesia de Bobadela

MOÇÃO

Contra a extinção forçada de Freguesias!

Na sequência do chamado Livro Verde, o Governo apresentou recentemente na Assembleia da República uma proposta de Lei sobre a Reorganização Administrativa Territorial Autárquica, a qual, a ser aprovada, causará o desmantelamento da estrutura administrativa portuguesa tal como hoje a conhecemos.

Depois de um primeiro processo em que se visava a junção/extinção de freguesias com características fortemente rurais, claramente rejeitado pelas Freguesias envolvidas e pela Assembleia Municipal, em reuniões expressamente convocadas para o efeito, somos agora confrontados com um novo processo, o qual, a ser levado às últimas consequências, fará desaparecer metade das Freguesias que constituem o Concelho de Loures, ao visar igualmente as freguesias de características marcadamente urbanas.

O governo PSD/CDS, ao invés de ter em conta o sentir das populações envolvidas, pretende agora impor uma versão que, a ser aprovada, deixaria irreconhecível o Concelho de Loures e as populações confrontadas com uma divisão administrativa de consequências profundamente negativas. Esta proposta visa impor, de forma administrativa e autoritária, a redução substancial do número de freguesias existentes, destruindo uma rede de serviços públicos de proximidade que, em muitos casos, são o mais importante ou mesmo o único ponto de apoio a populações carenciadas. Em vez de se aprofundar essa proximidade com as populações, poderemos ter freguesias com territórios extensos e população em número ainda mais elevado, tornando-as virtualmente ingovernáveis.

Por outro lado, o Governo pretende que sejam as Assembleias Municipais a ficar com o ónus desta dita reorganização, tornando-se assim os coveiros do Poder Local tal como o conhecemos e determinando assim quais as freguesias que terão ou não direito a um bónus por terem sido extintas/agregadas. Só esta premissa prefigura uma chantagem clara sobre órgãos soberanos e democraticamente eleitos, o que é claramente inaceitável.

Perante este novo avanço na ofensiva global sobre o Poder Local Democrático, a que outros se seguirão, nos capítulos de redução do número de municípios, das competências, do financiamento e gestão e do sector empresarial local, os eleitos da CDU na Assembleia de Freguesia de Bobadela assumem desde já a sua frontal rejeição a esta proposta, bem como manifesta a todos os eleitos das freguesias e seus fregueses a sua solidariedade e disponibilidade para, em conjunto, trabalhar para impedir a extinção forçada das nossas freguesias.

Assim, a Assembleia de Freguesia de Bobadela, reunida em sessão extraordinária a 23 de Fevereiro de 2012, delibera:

  1. Rejeitar de forma veemente os      pressupostos contidos na proposta de lei sobre a Reorganização      Administrativa Territorial Autárquica;
  2. Apelar a todos os Partidos com      assento na Assembleia da República que rejeitem a intenção de destruição      do Poder Local democrático contido nessa proposta de lei;
  3. Apelar a todos os autarcas do      concelho que se unam nesta luta comum contra a extinção de freguesias.

A ser aprovada, esta moção deverá ser enviada para a Assembleia Municipal de Loures, Câmara Municipal de Loures, todas as Juntas e Assembleias de Freguesia do concelho, Junta Metropolitana de Lisboa, ANAFRE, ANMP, todos os Partidos com assento na Assembleia da República, Primeiro-Ministro, Ministro-Adjunto e dos Assuntos Parlamentares.

Os Eleitos da Coligação Democrática Unitária

Bobadela, 23 de Fevereiro de 2012

15 de Março de 2012 at 18:15 Deixe um comentário

Artigos Mais Antigos


Acompanhe-nos …

Destaques

(Clique na imagem para subscrever)

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 2 outros seguidores